Buscar
  • Barbara Leite Liberato

NO QUARTO AO LADO

O que você acha da ideia do seu filho adolescente morar com a avó? Na sua cabeça de mãe vem o que: preocupações ou tranquilidade? Essa experiência pode ser um tanto transformadora. Aos avós a oportunidade de conviver com o novo e ao adolescente a oportunidade de desacelerar. Essa mistura de duas gerações pode ser menos antagônica do que parece, uma oportunidade única para criar laços eternos.


O silêncio foi quebrado, a rotina transformada, a casa ganhou cores e cheiros, a mesa sempre posta, o caderno de receitas que há dias estava no fundo da gaveta, agora impera soberano sobre o armário.


Os remédios para dormir ficaram esquecidos na cestinha, a tristeza saiu da sala pela porta da frente, o coração bate no ritmo, as preocupações perderam a importância.

A avó tem netos em casa!


Aos dezenove anos dois deles, que moram em cidades diferentes, aproveitando o momento “on line” das aulas, combinaram de passar um semestre, estudando na casa da avó, em Minas Gerais.


Detalhe: decidiram por conta própria! A avó, mais do que depressa acolheu a ideia.

“Sim, é claro!”, respondeu ela.


Organizaram a distribuição dos quartos, arrastaram móveis, montaram ambientes de estudo, estabeleceram rotina.


E agora, quem vai cuidar de quem?

Todos cuidarão de todos, numa troca mútua de tarefas, afagos na alma, e o amor, sendo a todo momento, nutrido, exercitado, reavivado.


Vínculos serão fortalecidos, cada um exercendo seu papel, a avó sendo avó e os netos sendo netos.


A nós, pais dos dois primos, só restou assentir e acolher, com o coração transbordando de alegria, a decisão que eles tomaram.


Porém, nós fizemos algumas recomendações:

Não comer na sala, sair de casa só para o essencial, evitar aglomerações, lavar a louça, estender as camas, etc.


Nem precisava falar isto, né, afinal, os “meninos” estão “grandinhos” e já têm responsabilidade.


O fato é que, avó e netos, estão no “céu”.


A avó sabe que no quarto ao lado, uma história está sendo construída.


No quarto ao lado, dois jovens se lançam para o novo.


No quarto ao lado, tem alguém sempre pronto a vê-la, a ouvi-la, a trocar um dedo de prosa, a fazer-lhe companhia.


E ela sabe que, entre uma aula e outra, vai ver os netos andando pela casa, rindo, conversando, convivendo, construindo memórias.


E, mais que tudo, a avó sabe que no quarto ao lado, tem dois pedacinhos de suas filhas.


Mas, o que enche de alegria os nossos corações de pais, é saber que nosso exemplo valeu, que superou qualquer influência de “instagrans”, youtubes” e outras mídias , que nossos filhos já estão maduros, seguros, e prontos para caminhar sozinhos.

 “Os pais são espelho para os filhos”. - Ditado popular

Que riqueza para os jovens da atualidade, em meio aos dias intensos, aos pensamentos acelerados e rotinas com pouca interação presencial, poder “diminuir a marcha”, ter tempo de exercitar a escuta, aguçar a sensibilidade, ouvir histórias, ser amados e demonstrar seu amor, por atos, palavras e realizações.


“Tão somente guarda-te a ti mesmo, e guarda bem a tua alma, que não te esqueças daquelas coisas que os teus olhos têm visto, e não se apartem do teu coração todos os dias da tua vida; e as farás saber a teus filhos, e aos filhos de teus filhos.” - Deuteronômio 4:9

O bom da casa da vó, não é poder fazer tudo, mas sim, sentir, tudo que ela faz!

No quarto ao lado...



Sobre Maria Marquez

Sou uma menina que sempre quis casar e ser mãe, hoje uma mulher realizada, casei com meu amor de adolescência, sou mãe de três garotos (Raul 24; Artur 21; Davi 19), pedagoga, secretaria do agronegócio, voltando às raízes, morando na fazenda, me redescobrindo e experimentando um universo de novidades.




Maria Marquez Gouveia Vilela

Pedagoga

Secretária do agronegócio da família

(99) 991318999 - mariamarquezgv@gmail.com

@mariamarquez9128

71 visualizações

Posts recentes

Ver tudo